quarta-feira, 11 de junho de 2014

Doutrinas: O HOMEM APÓS A MORTE (1º Parte)

De maneira geral, cristãos, islâmicos e judeus acreditam que após a morte há a ressurreição. Já os espíritas crêem na reencarnação: o espírito retorna à vida material através de um novo corpo humano para continuar o processo de evolução. Algumas doutrinas acreditam que as pessoas podem renascer no corpo de algum animal ou vegetal. Em algumas religiões orientais, o conceito de reencarnação ganha outro sentido: é a continuação de um processo de purificação.
Eis aqui uma pergunta que não quer calar: Em qual destas afirmações devemos acreditar?
Examinando a Bíblia, livro sagrado que esclarece a relação de Yahu'l com os homens, vamos esclarecer através deste estudo assuntos como a imortalidade, a natureza do homem e se após a morte  lhe é possível subir aos céus ou descer ao inferno.
Como a Bíblia não pode entrar em contradição, vamos estudar a palavra de Yahu'l como um todo, e não apenas nos basearmos em alguns versículos, deturpando desta forma, todas as demais passagens do Evangelho, dos quais surgem inúmeras doutrinas equivocadas da cristandade, por conta de versos isolados e não ligados a outras passagens equivalentes.
Yahu'l prometeu imortalidade ao homem se na verdade houvesse obediência, mas por seu livre arbítrio este escolheu o caminho para a morte. Yahu'l disse: “certamente morreras”, enquanto que o inimigo de Yahu'l dizia o oposto: “certamente não morrerás”.
A doutrina da imortalidade da alma vem do filósofo grego Platão, nascido em Atenas em 457aC e morreu em 374aC. Viveu na era ouro da cultura grega e foi um discípulo de Sócrates.
Platão menciona a imortalidade da alma em escritos como: Phaedrus, Apologia, Phaedo, A República, Fédon, Leis e a Sétima Carta.
No livro X de La República, Platão escreveu: “A alma do homem é imortal e imperecível.”
Na obra Fédon, uma das famosas de Platão, este se recorda algumas das palavras de Sócrates, com seus amigos:
“Tenham bom ânimo e não se lamentem por minha morte …quando me puserem na sepultura, digam que enterram somente meu corpo, mas não minha alma.”
Yahu'l é eterno e imortal, e sua eternidade mostra que Yahu'l é infinito em relação ao tempo, e de natureza incorruptível.
Mas o homem é mortal. A morte é universal entre os homens e inerente à sua natureza pecaminosa, advinda de sua própria escolha pelo mal.
Salmos 89:48 __ “Que homem há, que viva e não veja a morte? Ou que livre a sua alma do poder do mundo invisível”
Hebreus 9:27 __ “E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo, depois disso, o juízo.” 
Romanos 8:11 __ “E, se o Espírito daquele que dos mortos ressuscitou a Yahushua habita em vós, aquele que dos mortos ressuscitou a Yahushua também vivificará o vosso corpo mortal…” 
Romanos 2:6-7 __ “o qual recompensará cada um segundo as suas obras, a saber: a vida eterna aos que, com perseverança em fazer bem, procuram glória, e honra, e incorrupção 
Se a recompensa do que persevera em fazer o bem é a vida eterna, conclui-se  com facilidade que o homem não é imortal. (Igreja de Deus (Yahweh) Sétimo Dia no Brasil). 

2 comentários:

  1. Ao navegar pela net encontrei o seu blog, não li muito,mas gostei do que vi e li,espero voltar mais algumas vezes,deu para ver a sua dedicação e sempre aprendemos ao ler blogs como o seu.
    Se me der a honra de visitar e ler algumas coisas no Peregrino e servo ficarei radiante, e se desejar deixe um comentário.
    Abraço fraterno.António.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Quero agradecer sua palavras António, e pedir-lhe desculpa pela demora na resposta, pois no momento ando um pouco ocupado. Mas prometo-lhe visitar o seu blog e com certeza deixarei o meu comentário. Um forte abraço irmão.

    ResponderExcluir

10 Frases Sobre Cultivar a Gratidão

Apenas hoje estou reconhecendo a oportunidade em vez do obstáculo. A bondade em vez da apatia, a luz no lugar da escuridão, o amor em ve...