sexta-feira, 30 de novembro de 2012

“Bispo Edir Macedo tem medo de morrer, faz dietas neuróticas e é mais perigoso que Fernandinho Beira-mar” afirma Caio Fábio.


E antes de mais nada gostaria de dizer aqui que Caio Fábio é um homem inteligente e sincero, mas que me parece um individuo frustrado com a vida e as pessoas. Pois raramente o vejo falando bem de alguém. Sempre se comportando como uma pessoa acima do bem e do mal, o dono da verdade. É o estilo que  escolheu para chamar atenção. E tem conseguido de alguma forma chamar atenção para si. Ele tem as informações que ninguém tem. É incrível como ele consegue estas informações ninguém sabe ao certo. Fulano é Maçom, tal pessoa é ladrão e etc e etc. Mas tudo bem, é o caminho que ele escolheu para ele. E hoje  estou postando para vocês mais uma de Caio Fábio.

O pastor Caio Fábio, famoso por suas polêmicas e acusações a vários outros pastores, afirmou em seu programa pela internet “Papo de Graça” que o bispo Edir Macedo, pastor da Igreja Universal do Reino de Deus e dono da Rede Record de televisão, induz os fiéis ao paganismo. Segundo Cábio Fábio, Edir Macedo disse que o povo brasileiro já é pagão, por isso ele utiliza da mesma estratégia para alcançar as pessoas.
Cábio Fábio disse isso em resposta ao e-mail de um espectador que dizia ter frequentado a Universal durante três anos e que se decepcionou muito com a igreja. Caio começou dizendo que a igreja tem muito engano, descaramento, exploração e mentira e que Edir Macedo vai ter que responder perante Deus por todas as mentiras que inventou.
“Edir Macedo disse que faz isso porque o povo brasileiro é pagão e ele tem que usar o paganismo para alcançá-los.  Só que eles alcançam os caras com o paganismo e Jesus nunca mandou a gente alcançar os caras com paganismo, alcança-lo para fazê-lo duas vezes mais pagão do que era. Agora são pagãos em nome de Jesus e fica pior ainda”, disse Caio Fábio.
Em vários momentos Caio disse que Edir Macedo tem medo de morrer porque teme ser julgado e disse que ele deve se converter. “Quanto é tempo você se ajoelhou nos príncipes deste mundo para receber esses poderes recordinos. Cheio de dinheiro e andante babante no seu poder como um Nerinho de satanás para um lugar de morte, enganando milhares de pessoas. Você é mais perigoso que o Fernandinho Beira-mar, Macedo, porque ele está vendendo pó e pó a gente se liberta, agora de engano do evangelho tem gente que não se salva nunca mais e morre com ódio e raiva”, completou Caio.
Ao final do vídeo ele afirma ser um homem de Deus que prega o evangelho até a morte e que não tem medo de dizer o que pensa na frente de Edir Macedo ou de uma multidão. Ele também havia afirmado que sabe mais da vida de Edir Macedo que o próprio Edir.
Caio Fábio já tem um histórico de acusar pastores. Em outra oportunidade, em seu programa, disse que Manoel Ferreira, líder da Assembléia de Deus Ministério Madureira, era marçom e que já mandou matar pessoas. Na época das eleições presidenciais Caio chamou Silas Malafaia de safado por ele ter mudando de idéia quanto ao apoio à Marina Silva.
A vida de Caio Fábio virou uma polêmica quando ele assumiu ter traído a esposa com sua secretária e se divorciou após 25 anos de casamento. Em 2004 perdeu um filho, vítima de atropelamento. Após ter admitido seus erros em público disse que era um novo homem. Ele se casou novamente e atualmente é mentor do Caminho da Graça em Brasília.
“É muito engano, é muito discaramento, é muita exploração, é muita mentira. O Macedo vai ter que responder pelas coisas, porque são muito sérias. Ele sabe porque já me disse isso. A gente faz isso porque o povo brasileiro é pagão e a gente tem que usar o paganismo para alcançá-los, só que eles alcançam os caras com o paganismo e Jesus nunca mandou a gente alcançar os caras com paganismo, alcança ele para fazê-lo duas vezes mais pagão do que era. Agora são pagãos em nome de Jesus e fica pior ainda. Ele vai responder seriamente, Macedo, meu companheiro de cidadania terráquia, não sei ainda sinceramente se te chamo de irmão, mas você é meu irmão de humanidade. Vai chegar o dia e eu sei que você morre de medo de morrer e eu sei da sua vida mais do que você sonha, eu sei como você gosta do corte do seu cabelo e com que frequencia, sei o que você come com medo de morrer nas suas dietas neuróticas, sei que as doencinhas estão chegando e você está com medo de morrer e tem mais é que ficar morrendo de medo de morrer ou então se converta Macedo porque se você não se converter você tem todas as razões da terra para infelizmente ter medo de encontrar a luz do Pai porque você vai ter que responder pelo que não tem resposta e você sabe disso. Quanto é tempo você se ajoelhou nos príncipes deste mundo para receber esses poderes recordinos. Está com um tarugo enfiado no meio do rabo, Macedo, do diabo. Cheio de dinheiro e andante babante no seu poder como um Nerinho de satanás para um lugar de morte, enganando milhares de pessoas. Você é mais perigoso que o Fernandinho Beiramar, Macedo, para a alma humana porque ele está vendendo pó e pó a gente se liberta, agora de engano do evangelho tem gente que não se salva nunca mais e morre com ódio e morre com raiva. Tem cara cheirador de pó que pela fraqueza do pó morre pedindo perdão a Deus e misericórdia. Agora quem cheira do pó da sua mentira Macedo, quando cai no estado de escândalo, traição e ódio morre dizendo ‘eu não quero nem saber de Deus’. Você faz um filho do inferno duas vezes pior do que ele era. Olha bem para mim, você sabe que está olhando para a cara de um homem de Deus é um homem de Deus no nome de Jesus que diz isso tudo na sua cara sozinho ou na presença de multidão no reduto onde você escolher. Então você está olhando para um homem de Deus sem compromisso nenhum com a própria sobrevivência e com todo o compromisso em morrer pregando o evangelho até o talo. Me segure na minha loucura, eu enloqueci, aleluia. (Fonte: G noticia gospel +)

“Twitter e Facebook são do diabo” afirma o Missionário David Miranda.



O missionário David Miranda, líder e fundador da Igreja Pentecostal Deus é Amor, afirmou em uma ministração transmitida pela rádio Voz da Libertação, emissora pertencente à denominação, que as redes sociais são “do diabo”.
Durante a ministração, traduzida simultaneamente para o espanhol, Miranda afirma que “Twitter e Facebook são instrumentos do diabo, e muito crentes caíram no laço”.
Na ministração, o missionário critica os fiéis que usam as redes sociais como forma de interação e repete que essas ferramentas são malignas: “Muitos crentes estão escrevendo o diário de sua vida ali. Isso é de satanás, isso não é de Deus. O inferno se levantou contra você para te ganhar nesses aparelhos diabólicos”, e emenda repreendendo um suposto espírito maligno: “Sai demônio do Twitter”.
David Miranda é um dos mais antigos líderes de denominações pentecostais no Brasil, e a Igreja Deus é Amor é conhecida por sua rigidez doutrinária, que aborda inclusive, âmbitos pessoais ligados aos costumes de vestimenta, higiene pessoal e relacionamento entre marido e mulher, além de classificar a TV como “a imagem da besta” mencionada no apocalipse.
Esse ano, a denominação comemora 50 anos de sua fundação. Ouça abaixo, o trecho da ministração do missionário David Miranda contra as redes sociais:

O céu e o inferno de Rob Bell





A entrevista que Rob Bell deu à revista VEJA desta semana (28/11/2012) com o título "Quem falou em céu e inferno?" (veja aqui). A entrevista provocou intensa polêmica nas redes sociais. Rob Bell se tornou uma figura polêmica quando passou a pregar a salvação de todos os seres humanos no final (universalismo) . Este ano ele deixou a igreja que fundou, a Mars Hill Bible Church – não confundir com a Mars Hill Church do Mark Driscoll, uma não tem nada a ver com a outra – para se dedicar ao ministério itinerante percorrendo, segundo a revista VEJA, "o mesmo circuito das bandas de rock".

Inteligente, carismático, conectado e bom comunicador, Rob Bell tem atraído muitos jovens evangélicos no Brasil, especialmente após o lançamento de seu livro O Amor Vence no ano passado e seus vídeos muito bem produzidos no YouTube.


o que vocês acompanharão aqui em um pequeno trecho da entrevista.

VEJA: No seu livro "O Amor Vence", o senhor questiona a ideia de que alguns irão para o céu e outros para o inferno. Céu e inferno são ficção?

Rob Bell: Acredito em céu e inferno como dimensões da nossa existência aqui e agora. E acredito que céu e inferno são realidades que se estendem para a dimensão para a qual vamos ao morrer, mas aí já entramos no campo da pura especulação. Acho que o problema de muitas igrejas é que elas falam com extrema autoridade sobre aquilo que todos nós, elas inclusive, desconhecemos. Vamos pelo menos ser honestos. Ninguém sabe o que acontece quando morremos. Não tem fotografia, não tem vídeo.

Pois bem, houve muitas críticas a respeito da entrevista desse tal Rob Bell na Veja. E até concordo com algumas dessas críticas. Mas quero deixar bem claro que nem aquele que foi criticado nem aqueles que estavam criticando tinha razão. E sinceramente, não acredito que alguém ao morrer vá direto para o céu ou inferno. 

"Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação" (João 5:28-29).

"Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada um por sua ordem: Cristo as primícias, depois os que são de Cristo, na sua vinda". (1 Coríntios 15:22-23).

O assunto é muito extenso, portanto, hoje aqui, apenas deixarei estes versículos. Mas não se encerra este tema e breve serei mais longo e claro. 

Será mesmo que alguém ao morrer vai mesmo para o seio do Senhor ou para os braços do capeta? 

Um tema pertinente e interessante.   Aguardem.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Evangélica posta vídeo para vender sua virgindade para ajudar sua mãe que está enferma.



É exatamente isso que você leu acima e está gerando muitos comentários no meio evangélico. Qual sua opinião? O que você pensa do caso? Estou me refererindo a respeito ao caso de uma jovem de 18 anos, evangélica e está vendendo a virgindade inspirada em outro caso que repercutiu na mídia. 
Preocupada com a saúde da mãe levou a adolescente evangélica Rebeca Bernardo Ribeiro, 18 anos, está mesmo oferecendo a virgindade em leilão na internet. Ela  teve a ideia após ver a iniciativa da jovem catarinense Ingrid Migliorini, que através de um reality show internacional, conseguiu R$ 1,5 milhão por sua virgindade.
Segundo Rebeca, sua mãe é aposentada por invalidez devido a um AVC (acidente vascular cerebral) sofrido há quatro anos, o que resultou em graves sequelas, como por exemplo, a dificuldade de se alimentar e falar, além da incapacidade de tomar banho sozinha.
-Eu vi o vídeo da Catarina (Ingrid), vi a coragem dela de não ter medo de ser julgada, não nego que vi o quanto ela conseguiu adquirir e pensei em quanto posso adquirir e mudar minha vida. Eu estava passando muita dificuldade, até para conseguir ajuda para comprar remédios, marcar exames. A gente vive com um salário mínimo. Até já tentei trabalhar, mas aqui na cidade paga pouco. Só consegui ganhar R$ 40, R$ 100 por trabalho um mês inteiro. Não faz diferença esse dinheiro porque teria que pagar uma pessoa para cuidar da minha mãe – relatou ao G1.
Segundo a jovem, a repercussão de sua iniciativa foi vista com maus olhos pelos vizinhos, e ela desistiu do leilão por medo de represálias: “Tirei do ar logo porque eu não estava podendo frequentar a rua, tinha medo do que as pessoas poderiam fazer”, conta ela, que ainda estuda e atualmente cursa o 2º ano do Ensino Médio.
A jovem conta que deixou de frequentar a igreja desde que a condição de saúde de sua mãe foi prejudicada, mas que não tem sido criticada pelos amigos por isso: “Eles não concordam, mas também não me deixam de lado. Acham que eu não preciso ser julgada e sim aconselhada e apoiada”.
Segundo Rebeca, ao publicar o vídeo, recebeu uma proposta de R$ 70 mil de um empresário baiano, e uma oferta de um estrangeiro, que chegou a oferecer R$ 6 milhões. Entretanto, perante a repercussão, ela resolveu mudar de ideia e desistir do leilão. (Por Tiago Chagas, para o Gospel+)
Assista o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões:

Lições da história de Zaqueu.



Estava meditando hoje no texto de Lucas 19:1-10 e esse texto tão conhecido falou muito ao meu coração e tenho certeza de que falará também ao coração do amável leitor. O primeiro verso diz que Jesus entrou na cidade de Jericó e "ia passando". Jericó era somente um local de passagem, pois o destino do Mestre era Jerusalém, como todos sabem. Ora, quando pretendemos ir a algum lugar, as coisas que estão à margem do nosso caminho são secundárias. Às vezes paramos para um breve descanso, para nos alimentar, abastecer o carro ou para atender qualquer situação momentânea, mas o nosso alvo é o local onde queremos chegar. Na agenda do Messias, foi diferente, apesar de não haver qualquer compromisso aparente marcado para Jericó naquele dia, Yeshua bem sabia que algo maravilhoso estava para acontecer. Alguém estava precisando dele e esse alguém era Zaqueu cujo nome Yeshua já sabia. Como é bom quando alguém nos conhece pelo nome. Yeshua nos conhece pelo nome e sabe exatamente onde estamos e o que fazemos.

O texto nos diz que Zaqueu era chefe dos publicanos e era rico, mas diz também que ele era de baixa estatura. Se fosse hoje, uma pessoa com o perfil de Zaqueu, chefe dos publicanos e detentora de riquezas materiais iria mandar alguém entregar um cartão de visita com os números de seus telefones e endereço eletrônico pedindo para que Yeshua entrasse em contato para marcarem um café, pois queria muito travar conhecimento com ele, porém, esse não seria o comportamento que levaria Yeshua a atender a vontade de Zaqueu.

Zaqueu procurava ver quem era Yeshua, e não podia, por ser pessoa de baixa estatura. Todos aqueles que procuram conhecer o Messias, encontram obstáculos e com Zaqueu não foi diferente. A mulher do fluxo de sangue queria tocar em Jesus e teve que fazer uma ginástica tremenda para conseguir em meio à multidão, tocar nas vestes de Jesus. O Cego Bartimeu não conseguia enxergar e, além disso, a turba fazia um barulho enorme, mas em meio ao vozerio, Yeshua ouviu aquela voz que clamava: "Yeshua filho de Davi, tem misericórdia de mim”. Noutro texto, Yeshua está falando a um grupo dentro de uma casa e ninguém mais podia entrar naquele local. Quatro amigos, conduzindo um paralítico notaram que o obstáculo era quase que intransponível, mas a vontade de chegar até onde estava Yeshua era tal que eles subiram ao telhado e tiraram as lajotas que recobriam a casa e desceram o homem por umas cordas amarradas à cama. Talvez esse obstáculo esteja agora diante de você como um desafio agudo à sua fé. A Bíblia diz que o justo viverá da fé e se ele recuar, o Senhor não tem prazer nele. Não desanime, siga em frente em direção a Yeshua e ele te atenderá e ouvirá.

Zaqueu, o publicano tinha um desejo profundo de ver quem era Yeshua. Isso confronta com muitos cristãos nominais que vão à igreja para exibir sua indumentária, suas jóias, suas habilidades musicais, sua oratória e retórica, todavia, se esquecem que o culto tem como figura central o homem de Nazaré, o Desejado das Nações. Muitos vão à igreja para olhar a vida dos outros.  Paulo diz que devemos olhar para Yeshua, autor e consumador da fé.

Diz o texto que Zaqueu "correu adiante", isto é, ele se adiantou à multidão, subiu numa figueira brava e ali ficou aguardando o Messias passar. Tenho certeza de que as pessoas, ao verem aquele "baixinho" correndo e logo em seguida subindo na figueira brava, devem ter pensado com seus botões: "Esse indivíduo está maluco". Quando temos um alvo não podemos pensar na postura crítica dos outros. Tudo o que fizermos tendo em mira o nosso desejo de nos achegarmos ao Senhor, será levado em conta por ele. A nossa fé é medida pela nossa conduta e sem fé é impossível agradarmos a Deus.



Os dois ladrões estavam a uma distância igual em relação ao Messias, todavia, um deles preferiu zombar do Mestre crucificado, mas o outro pediu: “Lembra-te de mim quando entrares no teu reino”. Duas condutas diferentes para pessoas que estavam em igual situação.

Yeshua surpreende Zaqueu, pois o texto diz que ele olhou para cima e viu Zaqueu e certamente a sua necessidade de salvação. Quantas pessoas com seus problemas existenciais são levadas ao suicídio, às drogas e à busca dos prazeres da carne, tudo na tentativa de preencher o vazio de suas vidas. O dinheiro de Zaqueu dava-lhe condições de frequentar as melhores festas e de  desfrutar  do bom e do melhor em termos materiais, mas o que poderia satisfazer sua sede era a Água Viva e quem poderia saciar sua fome era somente o Pão da Vida, Yeshua de Nazaré.

Yeshua pára e olha firmemente para Zaqueu e seus lábios iniciam uma frase tão comovente: “Zaqueu, desce depressa, porque hoje me convém pousar em tua casa”. Agora se justifica a corrida de Zaqueu, pois o mestre dá a entender que o que tem para Zaqueu era algo urgente, por isso, determina "desce depressa". Muitas pessoas acham que Yeshua tem lugar em suas vidas, mas isso pode ser protelado para alguns anos mais tarde, mas Yeshua está dizendo que devem vir a ele depressa, por que "hoje" é o dia em que deseja entrar na vida delas. Não podemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje, o dia de amanhã não nos pertence.


Diz o texto que Zaqueu "apressou-se", "desceu" e "recebeu" Yeshua gostosamente. A urgência do chamado de Yeshua fez Zaqueu se apressar, descer e receber. Muitos permanecem em seus verdadeiros pedestais e dizem não ter tempo para Yeshua e também não podem descer para recebê-Lo, todavia, aqueles que reconhecem no Messias o enviado de Deus para salvação da humanidade, recebem Yeshua com alegria, pois o espírito de YHWH convence essas pessoas que devem deixar o pecado e se achegar a Yeshua através do seu sangue vertido na cruz, para que sejam  livres da condenação eterna.Depois de Zaqueu descer e receber Yeshua, diz o versículo 8 que Zaqueu se levantou. Tudo indica que ele estava em posição de adoração a Yeshua. Ele se levanta com o coração convertido e diz: “Senhor, eis que dou aos pobres metade dos meus bens; e, se  nalguma coisa tenho defraudado alguém, o restituo quadruplicado”. Sem dúvida a conversão traz ao homem o reconhecimento da necessidade de corrigir suas atitudes no relacionamento com YHWH e com os seus semelhantes. Yeshua enfatiza que naquele dia entrou salvação naquela casa e produz a melhor síntese do seu ministério: "Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido".

Não podemos perder Yeshua de vista, temos que ficar bem próximos dele, pois ele deseja manter uma comunicação conosco e deseja, sobretudo, transformar as nossas vidas dando sentido a cada palmo do caminho que trilhamos. (presb. Sérgio)

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

O poder da Oração



Vivemos num mundo e numa época em que o materialismo que governa as sociedades humanas, em geral, se apossou do coração/mente do ser humano e lhe retirou até a capacidade para entender a sua componente espiritual. Vem esta reflexão a propósito de algo tão importante na vida do ser humano e que é tão desprezada no seu dia a dia. Estamos a referir-nos à oração que deve ser dirigida ao Altíssimo. Dizem muitos estudos clínicos e não só, que todos os que praticam alguma forma de meditação e de oração (a Elohim), têm em si mesmos uma forma de reserva anímica e capacidades interiores que lhe permitem ultrapassar com maior grau de êxito as dificuldades da vida e até as sabem enfrentar com maior ânimo, vencendo-as. Tal implica uma fé firme que não estamos sozinhos neste mundo e que O Altíssimo vela por todos os que Lhe são fiéis e o buscam incessantemente.

Agora, neste estudo, vamos centrar-nos em exclusivo na oração a YHWH O Criador e nos efeitos que tal comunicação regular com o Eterno produz na vida dos que crêem nas promessas que lhes são feitas através da Sua Palavra. Vejamos exemplos concretos. Falando do grande profeta Elias, diz-nos o apóstolo Tiago: Tiago 5:17-18 – “Elias era homem sujeito às mesmas paixões que nós e, orando, pediu que não chovesse e, por três anos e seis meses, não choveu sobre a terra. E orou outra vez, e o céu deu chuva, e a terra produziu o seu fruto”. É verdade que Elias obteve de YHWH a satisfação deste seu pedido porque a sua ligação com Ele era muito forte e YHWH viu que aquele povo merecia ser castigado pela sua rebeldia.

Na realidade, não basta pedirmos a YHWH qualquer coisa que nos venha à cabeça e, sobretudo, se o que pedimos é incorreto ou não justificável aos olhos do Altíssimo. Em última análise a decisão de executar ou não executar os nossos pedidos está na Sua mão. E quantas vezes podemos estar a pedir alguma coisa a YHWH que, só Ele sabe, é contra o nosso próprio interesse. Ele sabe melhor o que nos convém. Por isso devemos rogar-Lhe que seja Ele a governar as nossas vidas…sempre! Na realidade, a Palavra de YHWH ensina-nos que são os nossos pecados que fazem separação entre nós e O Altíssimo. É devido à nossa desobediência e rebeldia de coração que não somos ouvidos/atendidos pelo Criador.

Ao falar para o homem de todos os tempos e lugares, YHWH diz: Isaías 1:10 – “Ouvi [e cumpri] a palavra de YHWH, vós poderosos de Sodomadai ouvidos à lei [Torá]do nosso Elohim, ó povo de Gomorra {1}”. E depois acrescenta: Isaías 1:15-18 – Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue. Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal. Aprendei a fazer bem [andai na Minha Lei/Torá]; procurai o que é justo; ajudai o oprimido; fazei justiça ao órfão; tratai da causa das viúvas. Vinde então, e argui-me, diz YHWH: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a branca lã”.



{1} Sodoma, Gomorra, Babilônia e Egito são bem sinônimos do mundo de hoje. Para além do deboche carnal em que o homem hoje vive e não se arrepende da sua condição de pecado, o mundo vive numa autêntica Babilônia ou Egito espiritual que é a negação de toda a vontade de YHWH.

Como se diz acima, a razão pela qual podemos não ser ouvidos por YHWH é porque nos recusamos a andar conforme à Sua vontade, a Sua Lei/Torá, porque o homem prefere ouvir antes a Satanás e fazer a vontade iníqua deste que foi desobediente deste o princípio. Por isso a Palavra nos diz que o mundo está no maligno. Ao tornarmo-nos rebeldes, YHWH não ouve as nossas orações nem nos atende. Mas, a Sua Palavra também nos ensina que os Seus “ouvidos” estão atentos às aflições e orações dos justos: Provérbios 15:29 – “YHWH está longe dos ímpios, mas a oração dos justos escutará”.



O justo profeta Daniel foi chamado por YHWH de “homem mui amado”. Porquê? Porque era um homem que tinha o seu coração/mente em permanente adoração a YHWH, O Deus de seus pais, O Deus de Abraão, Isaac e Jacob. Estando no exílio em Babilônia, ele orava três vezes ao dia, virado para Jerusalém, tendo-lhe esta atitude lhe valido alguns dissabores, como sabemos. Estes dissabores não foram mais do que provas a que ele foi sujeito (como nós o somos também hoje) para provar a sua fé no Santo de Israel.
Deus está a fazer passar todo o que se diz discípulo de Yeshua pelo crivo da Verdade…para ver os que ficam e os que partem escandalizados com essa mesma Verdade eterna, voltando para os caminhos do engano. Mas, o que é a Verdade? A resposta encontramo-la em: Salmo 119:142 – “A tua justiça é uma justiça eterna, e a tua lei [Torá] é a verdade”.

Veja outro grande exemplo de oração sincera (em que o coração desta mulher era derramado em lágrimas) perante YHWH: Ana, mulher de Alcana, era estéril e sofria com isso. Tanto orou a YHWH e com tal intensidade que Este ouviu-a e abriu-lhe a madre, dando-lhe um filho, aquele que veio a ser um dos grandes profetas em Israel: Samuel. Este homem foi dedicado desde o ventre de sua mãe para o serviço de YHWH. Diz-nos que com amargura de alma e choro, orava a YHWH: 1Samuel 1:10 – “Ela, pois, com amargura de alma, orou a YHWH, e chorou abundantemente”. Esta é a atitude de um coração sincero e contrito, precisamente o que o Eterno aprecia, para que a nossa oração possa ser ouvida.

Vamos continuar com exemplos que vale a pena reter, pois a oração a YHWH não é algo que se deva fazer de ânimo leve ou com o nosso coração/mente distraídos com outras   coisas mundanas. A nossa vida precisa de muita ajuda e força Daquele que tudo pode em nós, se Lhe pedirmos com um coração contrito. Mas, a oração ao Criador e Sustentador de todas as coisas não é uma coisa que se deva fazer somente a título individual, por nós ou por alguém que esteja com dificuldades sérias na sua vida. Ela deve igualmente fazer-se de forma coletiva. Veja o exemplo que nos é relatado em: Esdras 10:1 – “E enquanto Esdras orava, e fazia confissão [pelos pecados do povo], chorando e prostrando-se diante da casa de Elohim, ajuntou-se a ele, de Israel, uma grande congregação, de homens, mulheres e crianças; pois o povo chorava com grande choro”. Eis aqui o exemplo de um arrependimento coletivo servido através da oração.

Nos tempos da Rainha Ester, o povo de Judá sofreu grande perseguição e esteve em risco de perecer em todo o Reino da Pérsia. Sabemos que assim que foi conhecido o decreto do Rei Assuero (por instigação de Hamã, inimigo de Israel) para que se executasse o extermínio do povo de Judá, este saiu pelas ruas com grande choro e oração ao Deus YHWH, vestidos de saco. YHWH viu a sua aflição: Ester 4:3 – “E em todas as províncias aonde a palavra do rei e a sua lei chegava, havia entre os judeus grande luto, com jejum, e choro, e lamentação; e muitos estavam deitados em saco e em cinza”. O povo jejuou por três dias em favor da ação que Ester iria empreender a favor do povo de Judá junto de Assuero. Como sabemos, o coração do Rei moveu-se a favor da Rainha Ester, judia, e todos os inimigos de Judá foram dizimados. Em tudo isto esteve a mão de YHWH, porque o povo se humilhou perante Ele, com choro e rogos, vestidos de saco. Este livramento ainda hoje é celebrado em Israel como uma festa do povo nos dias 14 e 15 do mês de Adar (Purim), de ano em ano – Ester 9:21, 26-27. (Observação essa festividade é um costume do povo israelita e não uma lei de YHWH)

Falamos dos exemplos dos homens e mulheres de fé da antiguidade, servos fiéis que tinham na comunicação diária com YHWH a maneira mais válida para expor os seus receios, as suas angústias, as suas ansiedades...mas, também para renovar as suas esperanças e fé. Foi através da oração que muitos receberam resposta instantânea de YHWH, o que nem sempre acontece. Vejamos um exemplo.

O Rei Ezequias teve a visita do profeta Isaías que lhe trouxe um recado da parte de YHWH para pôr todas as coisas em ordem na sua vida, porque iria morrer. Ele tinha sido atingido por uma doença mortal. YHWH mandou o profeta para o avisar. Qual foi a reação de Ezequias? É o que podemos ler em: 2Reis 20:1-3 – “Naqueles dias adoeceu Ezequias mortalmente; e o profeta Isaías, filho de Amós, veio a ele e lhe disse: Assim diz YHWH: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Então virou o rosto para a parede, e orou a YHWH, dizendo: Ah, YHWH! Suplico-te lembrar de que andei diante de ti em verdade, com o coração perfeito, e fiz o que era bom aos teus olhos. E chorou Ezequias muitíssimo”. A intensidade da oração e do choro de Ezequias foram tais que ainda o profeta ia no pátio exterior quando recebeu instrução de YHWH para voltar junto do Rei a anunciar-lhe que YHWH tinha ouvido a sua oração e lhe havia acrescentado mais quinze anos de vida. 2.Reis 20:5-6a – “Volta, e dize a Ezequias, capitão do meu povo: Assim diz YHWH, o Deus de David, teu pai: Ouvi a tua oração, e vi as tuas lágrimas; eis que eu te sararei; ao terceiro dia subirás à casa de YHWH. E acrescentarei aos teus dias quinze anos”. YHWH “leu” o que ia no coração de Ezequias, como também “lê” no nosso quando oramos.

Veja também a aflição de Manassés, quando caiu nas mãos dos seus inimigos. Primeiro rejeitou ouvir a YHWH. Mas, quando viu as consequências do seu ato irrefletido, para quem se voltou ele? Em quem confiou? Onde foi buscar o socorro? Vejamos: 2Crônicas 33:10-13 – “E falou YHWH a Manassés e ao seu povo, porém não deram ouvidos. Assim YHWH trouxe sobre eles os capitães do exército do rei da Assíria, os quais prenderam a Manassés com ganchos e, amarrando-o com cadeias, o levaram para Babilônia. E ele, angustiado, orou deveras a YHWH seu Deus, e humilhou-se muito perante o Deus de seus pais; e fez-lhe oração [de arrependimento sincero], e YHWH se aplacou para com ele, e ouviu a sua súplica, e tornou a trazê-lo a Jerusalém, ao seu reino. Então conheceu Manassés que YHWH era Deus”.

Por vezes o ser humano tem que sofrer o castigo (porque YHWH castiga aqueles a quem ama) para só depois entrar nos eixos. Não nos enganemos a nós mesmos, pois só Ele conhece o nosso coração. Podemos enganar os outros; podemos até enganar-nos a nós mesmos, mas não enganamos ao Eterno. Diz-nos em Salmos: “Elevo os meus olhos para os montes. De onde me vem o socorro? O meu socorro vem de YHWH que fez os céus e a terra”. Confiai Nele, em todo o tempo, ó povo. Tiago diz-nos também: Tiago 5:13-15 – “Está alguém entre vós aflito? Ore. Está alguém contente? Cante louvores. Está alguém entre vós doente? Chame os presbíteros da igreja, e orem sobre ele, ungindo-o com azeite em nome de Yeshua; e a oração da fé salvará o doente, e YHWH o levantará; e, se houver cometido pecados, ser-lhe-ão perdoados”.

Mágico! Será? Não, não é tão simples, porque tudo assim pode ser alcançado se o nosso coração estiver verdadeiramente convertido e andarmos com fé, nos Seus preceitos de vida. Por estas palavras podemos aferir a dimensão do poder da oração na vida dos filhos que caminham em sinceridade perante YHWH. Vejamos o que Paulo nos ensina também: Filipenses 4:6 – “Não estejais inquietos por coisa alguma [confiai Naquele que tudo pode]; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de YHWH pela oração e súplica, com ação de graças”. O poder da oração em Nome do Santo de Israel, o Messias Yeshua, manifesta-se igualmente no combate ao maligno: Mateus 17:21 – “Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum”. O Nome de Yeshua deve ser sempre invocado para combater e afastar o mal. Mas, há certos poderes que só podem ser combatidos através do jejum e da oração, como ele nos ensinou.

E Yeshua? Como homem não sofreu, não se angustiou? Que exemplo nos deixou? O exemplo constante na vida do Filho Yeshua foi sempre o recurso à oração ao Pai. Vejam o exemplo da sua maior angústia, quando viu aproximar-se o momento da sua entrega aos poderes deste mundo, e em que antevia que o seu sofrimento iria ser atroz. Ele deixou um sério aviso aos discípulos e a todos nós, hoje – “Oremos para que não entremos em tentação”: Lucas 22:40-42, - “E quando chegou àquele lugar, disse-lhes: Orai, para que não entreis em tentação. E apartou-se deles cerca de um tiro de pedra; e, pondo-se de joelhos, orava, dizendo: Pai, se queres, passa de mim este cálice; todavia não se faça a minha vontade, mas a tua… E, posto em agonia, orava mais intensamente. E o seu suor tornou-se em grandes gotas de sangue, que corriam até ao chão”. A nossa fraca capacidade de entrega não nos permite imaginar que alguém esteja numa agonia tão grande e ore com tal intensidade que seja capaz de suar grandes gotas de sangue como sucedeu a Yeshua. 1Tessalonicenses 5:17 – “Orai sem cessar”.

Sim, a oração tem poder nas nossas vidas, tal como teve igualmente na vida dos servos de YHWH cujos exemplos aqui apresentamos. Muitos outros exemplos de servos fiéis poderiam aqui ser acrescentados. Sim, cremos que YHWH existe e que é galoardor de todos os que O buscam com sinceridade de coração, por isso também acreditamos que o Seu Espírito atua nas nossas vidas em tempo oportuno. Hebreus 4:16 – “Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno”.
Não duvidando!

O Senhor Yeshua disse-nos que tudo o que pedirmos ao Pai em Seu Nome, crendo, o receberemos: Mateus 21:21-22 – “Yeshua, porém, respondendo, disse-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até se a este monte disserdes: Ergue-te, e precipita-te no mar, assim será feito; e, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis”.

Como deverá estar então o nosso coração/mente perante Elohim quando oramos? A resposta é simples: podemos orar em qualquer lado e em qualquer circunstância (Jonas orou a YHWH do ventre do grande peixe), como existem muitos exemplos no passado, mas o nosso coração tem que estar limpo, obediente e confiado no poder de YHWH nas nossas vidas.

A forma de oração que mais perpassa nos episódios que nos são narrados na Bíblia, são sempre numa atitude de reverência, temor, de joelhos ou nos instantes de aflição dos fiéis, perante O Todo-Poderoso. Mas, isto só não basta. Temos que ter a plena consciência que procuramos andar em todos os preceitos de vida que Ele nos entregou na Sua Lei/Torá. Esta maneira de viver (fazendo a Sua vontade na nossa vida) é a pedra de toque para que a nossa oração tenha acolhimento perante O Altíssimo. Se persistirmos em viver fora do Seu conselho, da Sua instrução (a Sua Lei/Torá), então a nossa oração cairá no vazio. Não adianta andarmos em rebeldia e esperar ser ouvidos e atendidos nas nossas orações. Vejamos o que nos é dito: Provérbios 28:9 – “O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei [a Torá], até a sua oração será abominável”! Palavras bem duras, mas nas quais devemos refletir, pois este versículo permite-nos compreender qual possa ser o grau de aceitação das nossas orações junto de YHWH. Quando oramos, temos que orar com fé e confiança que o Eterno nos ouve e nos vai atender nas nossas aflições. Mas, para que isso seja possível, temos que andar em todos os Seus preceitos, em toda a Sua vontade, na Sua Lei/Torá. Tiago 1:6-7 – “Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que é levada pelo vento, e lançada de uma para outra parte. Não pense tal homem que receberá do Eterno alguma coisa”.

Não nos deixemos enganar. Todos os que oram a imagens de pau ou de pedra, ou em nomes de “santos” e “santas” estão a fazer orações em vão, pois tais devoções são sinais claros de idolatria, são abominação perante YHWH. A oração a YHWH é uma arma poderosa na vida do que crê. Esta arma pode e deve ser usada a favor do próprio, da sua família, dos seus irmãos na fé, dos que nos governam e até em favor dos nossos inimigos como nos ensinou Yeshua. Vejamos: Mateus 5:44 – “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus”. Lucas 6:28 – “Bendizei os que vos maldizem, e orai pelos que vos caluniam”. 1Timóteo 2:1-4, 8 – “Admoesto-te, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; porque isto é bom e agradável diante de YHWH nosso Salvador, que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade … Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda”.
Grandes ensinamentos estes. Por vezes bem difíceis de aceitar e de colocar em prática nas nossas vidas, sobretudo quando se trata de orar pelos nossos inimigos e por aqueles que nos desprezam e maltratam. Mas, sobretudo, não nos esqueçamos nunca daqueles que travam o mesmo combate que nós travamos, contra o mal. Colossenses 4:12 – “Saúda-vos Epafras, que é dos vossos, servo do Messias, combatendo sempre por vós em orações, para que vos conserveis firmes, perfeitos e consumados em toda a vontade de YHWH [na Sua Lei/Torá]”. Colossenses 1:9-10 – “Por esta razão, nós também, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que sejais cheios do conhecimento da sua vontade [a Sua Lei/Torá], em toda a sabedoria e inteligência espiritual; para que possais andar dignamente diante do Eterno, agradando-lhe em tudo, frutificando em toda a boa obra, e crescendo no conhecimento de YHWH [da Sua Lei/Torá]”.

As nossas orações fazem parte do combate espiritual das nossas vidas. Mantém e reforçam a nossa fé e a nossa ligação ao Eterno. Sim, a oração é uma arma poderosa ao nosso alcance quando usada com fé. As orações dos santos são vistas subindo como fumo perante o trono do Altíssimo como ofertas, como sacrifício: Apocalipse 5:8 – “E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos”. Apocalipse 8:4 – “E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de YHWH”.

Que mais podemos dizer sobre a oração da fé, senão que ela tranquiliza o coração daquele que a ela se entrega. Não a podemos ver como mera terapia para nossa mente, que é, mas como a forma que temos de podermos comunicar com O Eterno e de sermos ouvidos por Ele. A oração não deve conter somente pedidos para as nossas vidas, mas também louvor e agradecimento por tudo o que YHWH tem feito nas nossas vidas. Sejamos agradecidos.


O Messias Yeshua ensinou-nos a orar desta forma (esta oração não é uma fórmula, mas sim um exemplo do que deve ser o conteúdo das nossas orações de fé): Mateus 6:9-13 – “Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino {2}seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; e não nos induzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém”.

{2} O mesmo é dizer: “Haja paz sobre Jerusalém”, porque a paz só poderá ser alcançada quando Yeshua vier para reinar durante o milênio todas as nações da terra.

Se continuarmos a ler em seguida, Yeshua chama-nos a atenção que só podemos ser perdoados por YHWH das nossas ofensas se formos capazes de perdoar aos que nos têm ofendido: Mateus 6:14-15 – “Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós; se, porém, não perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai vos não perdoará as vossas ofensas”.
Lembremos o conselho de YHWH: 2Crônicas 7:14-15 – “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos à oração deste lugar”.

Entendemos então qual é o desejo de YHWH em nós? Que nos humilhemos perante a Sua face e majestade, poder e glória, que O reconheçamos como O Único Elohim das nossas vidas, e que andemos em fé e obediência perante Ele em toda a Sua vontade, comunicando com Ele e com os irmãos nas suas necessidades, aguardando, com paciência, a vinda gloriosa do Rei Eterno, Yeshua o Messias. Só assim Ele ouvirá as nossas preces, se formos justos aos Seus olhos – veja em Lucas 1:5-6 o que é ser justo aos olhos do Altíssimo.



Poderíamos estender este trabalho com muitas mais passagens bíblicas que atestam o poder da oração entre aqueles que buscam a YHWH e O procuram para O amar e servir eternamente segundos os Seus mandamentos, estatutos, juízos e testemunhos, esperando sempre no poder do sangue do sacrifício de Yeshua para justificação dos seus pecados. Porém, entendemos que já ficou suficientemente demonstrado biblicamente o grande poder da oração na vida dos filhos de YHWH.
AlleluYAH

Vitor Quinta

terça-feira, 27 de novembro de 2012

O cristão e o o sistema.



Hoje gostaria de colocar meu ponto de vista em relação a um assunto que me chamou muito atenção a dias atrás. "Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai"(Filipenses 4:8).E se as pessoas que se dizem cristãs levassem a sério o que diz a palavra do verdadeiro Elohim não seriam tolas ao ponto de defenderem causas ou pessoas que não se pautam pelas suas leis imutáveis e verdadeiras. Pois bem, porque estou falando isto. Um político tido como ficha suja, concorrendo as eleições municipais e pessoas que se dizem cristãs apoiando o dito cujo. lastimável. A disinformação?  Não.  Amor ao partido. Vê se pode! É inadmissível pessoas que desejam se pautar pela palavra do Eterno ((YHWH) se portando dessa forma. O mundo é assim. Não se espera grande coisa do sistema nem daqueles que ainda não conseguiram sair completamente dele. Não acredito que alguém em sua sã consciência, sabedor de  alguém que está envolvido em várias falcatruas e ainda defender essa pessoa ou sua causa. Diz o ditado popular "Diz com quem tu andas que te direi quem tu és" . O que se pode se pensar de pessoas que agem assim? Finalizo para vossa meditação esse versículo que se encontra nos Salmos:


"Bem-aventurado o homem que não anda segundo o conselho dos ímpios, nem se detém no caminho dos pecadores, nem se assenta na roda dos escarnecedores;
2 antes tem seu prazer na lei do Senhor, e na sua lei medita de dia e noite.
3 Pois será como a árvore plantada junto às correntes de águas, a qual dá o seu fruto na estação própria, e cuja folha não cai; e tudo quanto fizer prosperará". (Salmo 1:1-3)

10 Frases Sobre Cultivar a Gratidão

Apenas hoje estou reconhecendo a oportunidade em vez do obstáculo. A bondade em vez da apatia, a luz no lugar da escuridão, o amor em ve...